28 de julho de 2014

Bola pra frente

Olá!

Aproveitando o clima da copa, começamos a restaurar uma bonequinha que a princípio considerávamos meio que um caso perdido, mas decidimos não desistir e usar um pouquinho da tecnologia (ou quase isso) a nosso favor.

Encontramos essa pequena boneca já faz tempo numa das feirinhas do Brique da Redenção. Ela nos chamou a atenção porque, apesar do pouco tamanho, ela tinha um mecanismo de fechar os olhos, cabelos presos e roupinhas de camponesa, que acabamos identificando como sendo típica alemã.

...mas podia ser qualquer outro país dos alpes também.

os olhos abrem e fecham sozinhos!

Pegamos a doll para analisar (a enfermeira amou as trancinhas!) e descobrimos que não só um dos braços era muito estranho, como também a boneca não tinha uma das pernas!

Por que enfiar o braço desse jeito??

Começamos pelo básico, lavar a boneca e as roupas. O lencinho na cabeça precisou ser descolado - estava preso com cola-quente. Não pudemos mexer muito no cabelo, infelizmente, mas mantivemos as trancinhas. Optamos por não utilizar as roupinhas originais - mesmo depois de limpas, elas ainda ficaram com um aspecto bem manchado. O avental ainda pode ser usado com uma das roupas novas que costuramos.

Como a bonequinha não tinha perna, não sabíamos como iria ser feito. Modelar e imprimir em 3D estava fora de nossa alçada, então não teríamos uma substituição perfeita. A ideia de fazer uma bonequinha "inclusiva" nos pareceu muito interessante, como a companhia Sew-Dolling faz as bonecas Sew-Able, como meninas com necessidades especiais, mas queríamos algo que tivesse um visual menos "creepy" e mais moderno, por assim dizer.

A copa do mundo acabou servindo de inspiração - quantas vezes você já viu alguém paraplégico chutar uma bola de futebol? Quase não foi mostrado na abertura da copa, mas diversos jornais e blogs fizeram reportagens a respeito. Não tínhamos como fazer uma perna completamente funcional mas achamos que poderiamos dar uma idéia de tecnologia e beleza se usássemos exemplos como os do site Prosthetic Limb Art, que faz membros fantásticos e não só partes do corpo "realistas" para quem vai usar uma prótese.

Confira como ficou:

 

 
O avental amarra com um laço e, sim, o vestido tem uma anágua de babadinhos.

 

 

Mesmo não tendo ficado perfeita, a bonequinha alemã nos deu uma porção de trabalho, e como a enfermeira andou bastante ocupada, acabou demorando ainda mais para terminar a restauração - tanto que a copa terminou já fazem alguns finais de semana (e casualmente a seleção vencedora foi a da Alemanha!). A pequena doll agora se chama Liesel e foi adotada pela enfermeira.

Sobre o blog, estamos atualizando a página de links e a de parceiros com várias páginas que consideramos interessantes. Vale a pena dar uma olhada, tem vários blogs lindos e trabalhos interessantes, assim como tutoriais de outros sites. Também hoje estreiamos a tag "inclusivo", que servirá para designar qualquer post ou projeto que inclua brinquedos ou crianças com algum tipo de necessidade especial. Achamos que fazer projetos nessa área mas com um visual agradável é uma colaboração positiva para o mundo, mesmo que nosso hospital ainda seja pequeno.

Mesmo que para quem não acompanhou os jogos da copa do mundo, esperamos que tenham gostado do post ♥ Por hoje é isso, até logo!

Sonhando com o amanhã ♥

4 comentários:

  1. Nossa, que ideia absolutamente incrível e temática com a copa. É muito prazeroso ver alguém fazer algo com tanto carinho e amor.
    Parabéns, enfermeira, pelo espírito nobre e super criativo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queremos sempre poder fazer as coisas com inspiração e amor, sejam posts, restaurações ou doações.
      Muito obrigada pelos elogios!

      Excluir